Autoria do Feminino


Passo a passo

Vou indo. Passo a passo.

Quase nem me pergunto para onde foram as intenções, os desejos, os sonhos.

Pouco lembro dos sonhos, dos receios. Tenho só o inconformismo, pois que ainda sou capaz de reagir ao que percebo acontecer, num desenrolar quase profano, rompendo as crenças mais sagradas.

Aos 40 nem me sinto segura. Quase nem sinto nada, é mais fácil viver respirando leve, caminhando através das ruas, conversando com estranhos. Difícil é contemplar o conhecido, difícil é quando o conhecido me recorda que eu ainda sou gente (quando na verdade) eu quase esqueço que ocupo espaço no mundo dos mortais.

Nem sei se queria embora ou ficar ... acreditando que não faz diferença. Acreditando que tudo permanecerá igual, que só me transformo a medida que acrescento ... hoje conversei com um gari analfabeto e me senti "bem a vontade" para sorrir e manter a conversa. Depois percebi que aquela conversa, sem conteúdo ou teses, foi a melhor do dia.



Escrito por 100 noção do perigo às 19h49
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Categorias
  Todas as Categiorias
  Link
  Evento
  Avaliação
Outros sites
  Assum Preto
  Beco dos bytes
  Carpinejar
  Cintra
  Digestivo Cultural
  Dira
  Desvelamentos da Lys
  DO
  Educa Fórum
  Juliana
  Falsa Magra
  Filho dos Livres (Guga)
  FINISTERRA
  Labirinto do Não
  Lena
  Liliane
  Magui
  Marcos
  Neura Geral
  Normando
  Ostra Nervosa
  Rafffa, um filho na Net
  Rio Paris sem escalas
  Rô Garimpando
  Rosa da Terra
  Ruby
  Seu Benno
  Seu Zé
  Sol da Manhã
  V2V
  S.O.S. Ponta Negra
  Lino Rezende
  Natália
  Yvonne Bloggente
  TATA PIOTTO
  Primeiro selinho
  UOL - O melhor conteúdo
  ENCEA Snuc
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?